Postado por Agência PT, em 26 de junho de 2016

O diretório estadual do PT-SP realizou reunião ampliada, neste sábado (25), para debater o cenário eleitoral de 2016. Com a presença do presidente nacional do PT, Rui Falcão, a atividade ainda debateu a conjuntura nacional, no estado e em alguns municípios.

Durante o encontro, Rui falou sobre o cenário nacional e denunciou o programa golpista que prevê o cancelamento de direitos. Ele ainda pontuou que o governo interino de Michel Temer(PMDB)  está atuando pela ampliação da pauta neoliberal, desmontando a Petrobras, atacando a soberania nacional e querendo acabar com a CLT.

Rui destacou que o partido está na luta, dialogando com senadores para conseguir o restabelecimento do governo legitimamente eleito. “Estamos em ofensiva, em combate, para reverter o golpe”, frisou.

Durante o encontro, ele anunciou que o partido terá candidatura própria em mais de 4 mil municípios e reforçou que não haverá aliança com golpistas. Defendendo que as alianças devam priorizar o campo democrático popular, o presidente pediu que os pré-candidatos petistas mantenham disputa local politizada. “Não podemos despolitizar a eleição local”, salientou.

Na reunião, o dirigente também ressaltou que o PT deve lançar o maior número possível de candidatos próprios, além de reaprender a fazer campanhas. Ele pediu que os dirigentes e pré-candidatos se preparem para a disputa com argumentos que defendam o legado e o projeto petista.

O presidente ainda comentou o engano de muitos parlamentares que deixaram o partido acreditando que se beneficiarão em outro projeto. Segundo ele, essas pessoas não devem se esquecer que os feitos e êxitos só foram obtidos graças ao PT e é a ele que pertencem. Rui ainda destacou que hoje o partido passa por um crescimento do número de filiados, lembrando que o PT tem quase 1,8 milhão de militantes em todo o Brasil.

Otimista com o resultado eleitoral, Rui concluiu ressaltando que tudo que representa a ampliação da democracia constará nos programas de governo do partido.

 

PT em São Paulo
Também presente na reunião, o presidente do PT São Paulo, Emidio de Souza enfatizou que está otimista com o resultado das eleições de 2016. “Eu acredito no caminho da vitória onde houver candidato do PT”, frisou.

Enxergando mudanças na sociedade e do eleitorado, Emidio ressaltou que os candidatos petistas terão que dividir seu tempo para defender o projeto do partido e fiscalizar o que os opositores fazem.

Segundo ele, o candidato precisa entender a mudança do momento e estar preparado para defender o “patrimônio que é o PT”.

O dirigente avalia que o partido está forte. “Vamos sair daqui para ampliar a possibilidade de vitórias”, frisou.

Na reunião, Emidio ainda exaltou a forma que o partido faz campanhas e pontuou que isso sempre foi um diferencial. “PT sempre sou inventar jeito novo de fazer campanha”, enfatizou.

De acordo com ele, existe uma nova safra de pré-candidatos e isso pode se adequar às mudanças da sociedade. “Espero que essa campanha sirva para renovar”, disse.

A reunião também contou com a presença de dirigentes e pré-candidatos. Os deputados Valmir Prascidelli e Alencar Santana e o prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, também participaram.

Da Redação da Agência PT de Notícias, com informações do Linha Direta